Educação e território

As políticas educacionais de Ensino Médio na formação da escola pública

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v19i00.18096

Palavras-chave:

Educação e território, Políticas educacionais, Marcos legais, Ensino Médio

Resumo

Este artigo objetiva analisar os marcos teóricos e legislações educacionais relativos ao Ensino Médio, refletindo sobre a relação entre educação e território e sua materialização nas políticas públicas educacionais. Os principais marcos em vigor para o Ensino Médio são a Lei de Diretrizes e Bases da Educação, o Plano Nacional de Educação e a Lei nº 13.415/2017, que estabelece o novo Ensino Médio. Por meio de pesquisa bibliográfica e documental, identificou-se que, além de focarem em aspectos mercadológicos e não na formação humana, esses marcos legais não projetam ações para a escola pública brasileira de modo condizente com a realidade desse espaço plural. A proposta de um Ensino Médio como preparação para o mercado de trabalho não só intensifica diferenças entre as redes pública e privada, como também afeta os sujeitos em seus territórios, alterados pela tentativa de uniformização da política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fahid da Costa Kemil, Universidade Federal do Pará

Mestra em Cidades, Territórios e Identidades, Instituto Ciências Exatas e Tecnologia.

Afonso Welliton de Sousa Nascimento, Universidade Federal do Pará

Doutor em Educação. Faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia.

Maria do Socorro Vasconcelos Pereira, Universidade Federal do Pará

Doutora em Educação. Instituto de Ciências da Educação.

Referências

ARAUJO, R. M. L.; RODRIGUES, D. S.; ALVES, J. P. C. Indicadores educacionais e a ideia da integração do ensino: o Ensino Médio na Amazônia sob análise. Novos Cadernos NAEA, Belém, PA, v. 18, n. 3, p. 231-260, jun./set. 2015.

ARROYO, M. G. Escola, Cidadania e Participação no Campo. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

BALL, S. J. New Philanthropy, New Networks and New Governance in Education. Political Studies, [S l.], v. 56, n. 4, p. 747–765, 2008.

BRANDÃO, C. R. O que é educação. São Paulo, SP: Brasiliense, 1985.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Presidência da República, 1988. Disponível em: https://tinyurl.com/mrxrpdpp. Acesso em: 16 nov. 2022.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência da República, 1996. Disponível em: https://tinyurl.com/2udk23f2. Acesso em: 4 dez. 2022.

BRASIL. Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 2014. Disponível em: https://tinyurl.com/3p463t2w. Acesso em: 4 dez. 2022.

BRASIL. Lei n. 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Altera as Leis n º 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e o Decreto-Lei nº 236, de 28 de fevereiro de 1967; revoga a Lei nº 11.161, de 5 de agosto de 2005; e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Brasília, DF: Presidência da República, 2017. Disponível em: https://tinyurl.com/4r4p2bds. Acesso em: 4 dez. 2022.

CARNEIRO, M. A. O Nó do Ensino Médio. 3. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

DOURADO, L. F. Plano Nacional de Educação: o epicentro das políticas de estado para a educação brasileira. Goiânia: Ed. da Imprensa Universitária; ANPAE, 2017.

DURHAM, E. R. A política educacional do governo Fernando Henrique Cardoso: uma visão comparada. Novos Estudos CEBRAP, São Paulo, v. 88, p. 153-179, nov. 2010.

FRIGOTTO, G. Fundamentos científicos e técnicos da relação trabalho e educação no brasil de Hoje. In: LIMA, J. C. F; NEVEZ, M. L. (org.). Fundamentos da Educação Escolar do Brasil Contemporâneo. Rio de Janeiro, RJ: Editora Fiocruz; EPSJV, 2006. p. 241-288.

FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. A gênese do decreto n. 5154/2004: Um debate no contexto controverso da democracia restrita. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (org.). Ensino Médio Integrado: concepção e contradições. São Paulo: Cortez, 2005. p. 21-56.

HOFLING, E. M. Estado e políticas (públicas) sociais. Cadernos Cedes, São Paulo, ano XXI, n. 55, p. 30-41, nov. 2001.

KEMIL, F. C.; NASCIMENTO, A. W. S.; Políticas públicas de educação e ensino médio: algumas reflexões sobre o Ensino Médio em Abaetetuba/PA. In: JORNADA INTERNACIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS, 9., 2019, São Luís. Anais [...]. São Luís: UFMA, 2019a.

KEMIL, F. C.; NASCIMENTO, A. W. S. Políticas públicas de educação: reflexões sobre o ensino médio. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE, LÍNGUA E CULTURA, 3., 2019, Pau dos Ferros. Anais [...]. Pau dos Ferros, RN: Rede-TER, 2019b.

KEMIL, F. C.; NASCIMENTO, A. W. S.; SOUZA, A. A. C. Políticas educacionais na Amazônia: reflexão acerca das políticas para o ensino médio da escola pública da região tocantina e Vale do Acará/PA. Conjecturas, [S l.], v. 22, n. 3, p. 63-81, 2022.

LIMA, C.; CABRAL, V. L.; GASPARINO, E. Políticas Públicas Educacionais Brasileiras: O Ensino Médio no Contexto da LDB, PNE e PDE. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 9., 2009. Anais [...]. Curitiba: PUCPR/EDUCERE. 2009.

MOTA, V. C.; FRIGOTTO, G. Por que a urgência da reforma do Ensino Médio? Medida Provisória nº 746/2016 (Lei nº 13.415/2017). Educação & Sociedade, Campinas, SP, v. 38, n. 139, p. 355-372, abr./jun. 2017.

MULLER, P. Les politiques publiques. 9. ed. Paris: Presses Universitaires de France, 2011.

NASCIMENTO, A. W. S.; RIBEIRO, E. B.; SOUZA, A. A. C. Estado e Políticas Educacionais: Educação, Organização e Movimentos Sociais na Amazônia em Cidades com Características Agrárias. In: SOUZA, A. A. C.; NASCIMENTO, A. W. S. (org.). Políticas Públicas em Educação na Cidade e no Campo. Jundiaí, SP: Paco Editorial, 2019. p. 11-22.

NEGRÃO, A. R. M. A regulamentação e as primeiras ações de implementação da reforma do ensino médio pela lei nº 13.415/2017 no estado do Pará. 2019. 219 f. Dissertação (Mestrado em Currículo e Gestão da Educação Básica) – Universidade Federal do Pará, Belém, 2019.

SANTOS, E. M. N. A escola como espaço protetivo à luz da legislação educacional brasileira. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 45, e184961, 2019.

SANTOS, M. O Território e o Saber Local: algumas categorias de análise. Cadernos IPPUR, Rio de Janeiro, ano 1, n. 1, p. 15-26, jan./abr. 1986.

SANTOS, T. F. A. M. A construção da gestão democrática em unidades escolares e o novo tempo para o capital. Revista Educação e Políticas em Debate, Uberlândia, MG, v. 1, n. 1, p. 187-203, jan./jul. 2011.

SARAMAGO, J. Democracia e Universidade. Belém, PA: EDUFPA, 2013.

SIMÕES, C. A. Iniciativas governamentais e o Ensino Médio Inovador. Revista Retratos da Escola, Brasília, DF, v. 5, n. 8, p. 111-125, jan./jun. 2011.

VALE, C. Subsunção do público ao privado na educação paraense. 2017. 124 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Pará, Belém, 2017.

VALE, C. A educação como negócio social na Amazônia brasileira. 2022. 199 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Pará, Belém, 2022.

VALE, C.; SANTOS, T. F. A. M. A mercantilização do ensino médio paraense. #Tear: Revista de Educação, Ciência e Tecnologia, Canoas, RS, v. 11, n. 2, p. 1-16, 2022.

Publicado

02/01/2024

Como Citar

KEMIL, F. da C.; NASCIMENTO, A. W. de S.; PEREIRA, M. do S. V. Educação e território: As políticas educacionais de Ensino Médio na formação da escola pública. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 19, n. 00, p. e024004, 2024. DOI: 10.21723/riaee.v19i00.18096. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/18096. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos teóricos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.