Entre razões e perspectivas, caminhos e inspirações

Alguns motivos para que a saúde e a educação caminhem juntas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v18i00.18324

Palavras-chave:

Formação de Profissionais, Diversidade, Saúde, Educação

Resumo

O estudo trata de uma pesquisa bibliográfica com ênfase nas discussões sobre a formação de profissionais na ótica da diversidade, a partir da perspectiva das interfaces da saúde com a educação como espaço de formação do ser humano. A reflexão permeia num olhar crítico em atuação conjunta e intercomplementar da Saúde com a Educação, viabilizando os processos de inclusão social, cultural e digital. Destacamos as atividades interdisciplinares que possuem como foco a minimização da marginalização na sociedade informatizada e que apontam também para a formação de profissionais com novos significados, novas exigências sociais. Concomitantemente, a pesquisa evidencia que a interrelação entre o ensino formativo, técnico e profissional determina a prioridade dos cursos formativos, levando em conta a ética, o rigor científico e intelectual e o enfoque multi e interdisciplinar, especialmente na área da educação e saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janine Marta Coelho Rodrigues, Universidade Federal da Paraíba

Professora Titular do Programa de Pós-Graduação em Educação do Centro de Educação.

Silvestre Coelho Rodrigues, Universidade Federal da Paraíba

Professor Efetivo do Departamento de Psicopedagogia do Centro de Educação.

Aureliana da Silva Tavares, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Professora Substituta do Centro de Formação de Professores.

Referências

BOFF, C. A Teologia da Libertação e a crise de nossa época. São Paulo: Ed. Ática, 1996.

BRASIL. Lei n. 13.146, de 6 de julho de 2015. Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. Brasília, DF: Presidência da República, 2015. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm. Acesso em: 25 maio 2023.

FREIRE. P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

FUNDO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A INFÂNCIA (UNICEF). Declaração Mundial sobre Educação para Todos. Plano de ação para satisfazer as necessidades básicas de aprendizagem. Jomtien, Tailândia: UNICEF, 1990. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/declaracao-mundial-sobre-educacao-para-todos-conferencia-de-jomtien-1990. Acesso em: 25 maio 2023.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A Cultura (UNESCO). Declaração de Salamanca. Sobre os princípios, políticas e práticas na área das necessidades educativas especiais. Salamanca, Espanha: UNESCO, 1994. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000139394. Acesso em: 25 maio 2023.

RODRIGUES, J. M. C. Construindo a profissionalização docente. João Pessoa: Ed. Universitária, 2003.

SAVIANI, D. Educação e História no Brasil contemporâneo. João Pessoa: Ed. Universitária, 2003

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

Publicado

11/08/2023

Como Citar

RODRIGUES, J. M. C.; RODRIGUES, S. C.; TAVARES, A. da S. Entre razões e perspectivas, caminhos e inspirações: Alguns motivos para que a saúde e a educação caminhem juntas. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 00, p. e023049, 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.18324. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/18324. Acesso em: 15 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos teóricos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.