A pesquisa do cotidiano escolar pelas trilhas da formação docente: uma articulação universidade-escola

Autores

  • Rita de Cássia Magalhães Trindade Stano UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v12.n1.8156

Palavras-chave:

Docência. Cotidiano escolar. Formação docente. Problematização.

Resumo

A aproximação universidade-escola faz-se cada vez mais urgente num cenário educacional em que a formação docente está sendo focada pelas políticas públicas de educação. Este artigo apresenta os resultados de uma reflexão a partir dos registros da experiência que vem se desenvolvendo, desde 2013, num Grupo de Trabalho sobre a Pedagogia da Autonomia, em que professores do Ensino Superior e da Educação Básica, bem como alunos-licenciandos(30 participante, em média) compartilham suas práticas docentes tendo como ponto de partida e de chegada o próprio cotidiano escolar.É a efetividade da formação docente continuada por meio de pesquisa do e no cotidiano escolar, num movimento teórico-prático de descotidianização das práticas docentes. Como resultante deste trabalho observa-se a configuração circular entre saberes legitimados pela teoria e saberes advindos da experiência docente, assumindo a centralidade do cotidiano como categoria de investigação-prática importante para o fortalecimento de uma docência construída na colegialidade e na problematização sistemática dos saberes e dos fazeres docentes.

Biografia do Autor

Rita de Cássia Magalhães Trindade Stano, UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ

Professora Associada da Universidade Federal de Itajubá, do Instituto de Produção e Gestão. Atua como docente no Programa de Mestrado em Educação em Ciências e nas Licenciaturas de Física, Matemática, Química e Biologia. Dirige o curso de especialização a distancia em Gestão Educacional

Downloads

Publicado

13/01/2017

Como Citar

STANO, R. de C. M. T. A pesquisa do cotidiano escolar pelas trilhas da formação docente: uma articulação universidade-escola. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, p. 529–540, 2017. DOI: 10.21723/riaee.v12.n1.8156. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/8156. Acesso em: 28 fev. 2021.

Edição

Seção

Artigos