Tecnologias da informação e da comunicação para empoderamento: reflexões para a educação deste início de século

Autores

  • Márcia Lopes Reis Professora da UNESP/FC – campus Bauru, doutora em Sociologia UnB, mestre em Educação UnB, especialista em Supervisão e Curriculo (UFMT) e pedagoga. Professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v11.n4.9163

Palavras-chave:

Tecnologias da Informação. Empoderamento. Educação.

Resumo

Esta resenha trata das análises as relações e vivências sobre as relações da aprendizagem situada e os distintos momentos que a configuram em novos processos nos quais o trabalho compartilhado, e em rede, incrementa o arcabouço teórico e experiencial. O caráter inovador estaria na transição  da tradicional definição das TIC (‘tecnologias da informação e da comunicação’) às TAC (‘tecnologias de aprendizagem e conhecimento’) para alcançarem a condição de TEP (‘tecnologias de empoderamento e participação’). A vinculação desses conceitos à realidade do trabalho e, mais especificamente, à prática reflexiva desses sujeitos em seus lugares de atuação tornam possível o desenvolvimento de organizações  que aprendem, inclusive as instituições escolares.

Downloads

Publicado

20/12/2016

Como Citar

REIS, M. L. Tecnologias da informação e da comunicação para empoderamento: reflexões para a educação deste início de século. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 11, n. 4, p. 2245–2249, 2016. DOI: 10.21723/riaee.v11.n4.9163. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/9163. Acesso em: 4 mar. 2021.

Edição

Seção

Resenhas