Gestão universitária: políticas comparadas de monitoramento do programa bolsa permanência em universidades federais brasileiras

Adriana Carla Teixeira da Costa Brito, Ana Karoliny Teixeira da Costa, Vera Luci de Almeida

Resumo


O presente artigo estabelece uma discussão sobre a necessidade de se criar mecanismos de monitoramento e avaliação para o Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), em universidades federais brasileiras. Em específico, toma-se por objetivo investigar os instrumentos de monitoramento e avaliação do Programa de Bolsa Permanência, implantado em cinco universidades federais, a saber: UFAC, UFPR, UFS, UFU e UFV. A seleção feita toma como base a análise de dados obtidos em auditorias da Controladoria Geral da União (CGU), por meio do Relatório de Avaliação dos Resultados da Gestão nº 201601866/CGU; os quais apontam a presença de tais instrumentos somente nessas universidades. No presente estudo, adotam-se as metodologias qualitativa e survey, como mecanismos para obter dados e informações de um determinado grupo. A partir dessa análise, foi possível observar, entre outros aspectos, que as universidades pesquisadas desenvolvem a política de monitoramento das ações de Assistência Estudantil, a fim de atender não apenas ao inciso II, do artigo 5º, do Decreto nº 7.234/2010, que prevê a execução de monitoramento e avaliação do programa; mas também, para obtenção de informações durante o processo, com vistas a possibilitar possíveis ajustes da política local, de forma imediata.


Palavras-chave


Políticas públicas; Ensino superior; Avaliação; Controle social.

Texto completo:

PDF PDF (Español (España)) XML

Referências


ALVES, J. M. A assistência estudantil no âmbito da política de Ensino Superior Pública. Serviço Social em Revista. V. 5, n. 1. Jul./dez. 2002. Londrina – PR: UEL, 2002. Disponível em: . Acesso em: 03 ago. 2018.

ARRETCHE, M. T.S. Tendências no estudo sobre avaliação. In: RICO. E. M. (Org.). Avaliação de políticas sociais: uma questão de debate. São Paulo: Cortez, 2009. Acesso em: 06 nov. 2018.

BATTISTUZ, G. Z. Monitoramento e avaliação de políticas públicas de turismo: uma análise do Plano de Desenvolvimento do Turismo do Paraná 2008-2011. 2014. 188f. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas) - Universidade Estadual de Maringá, Maringá.

BRASIL. Decreto n° 7.234 de 19 de julho de 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil – PNAES. Brasília, 2010. Acesso em: 20 set. 2018.

BRITO, A. C. T. C. Institucionalização de uma política de monitoramento do Programa Bolsa Permanência da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Dissertação (Mestrado em Administração Pública) - Universidade Federal da Grande Dourados, 2018. Disponível no Repositório Institucional da UFGD em: .

CONDÉ, E. S. Abrindo a Caixa: dimensões e desafios na análise de Políticas Públicas. Revista Pesquisa e Debate em Educação, v. 2, n. 2, 2013. Acesso em: 16 jul. 2018.

CRESWELL, J. W. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010. Acesso em: 20 out. 2018.

FERNANDES, F. S. Políticas públicas e monitoramento na Educação Infantil. Estudos em Avaliação Educacional, v. 25, n. 58, p. 44-72, 2014. Acesso em: 10 jun. 2018

SECCHI, L. Políticas públicas: conceitos, esquemas de análise, casos práticos. São Paulo: Cengage Learning, 2010. Disponível em: Acesso em 23 jun. 2018.

TCU. TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Relatório de auditoria operacional em açõesda rede federal de educação profissional, científica e tecnológica. Brasília: TCU/Seprog, 2012. Disponível em: Acesso em jun. 2018.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v14iesp.3.13036



Direitos autorais 2019 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.