Os desafios da docência no ensino superior frente a inclusão de pessoas com deficiência nas universidades

Katiuscia C. Vargas Antunes, Cassiano Caon Amorim

Resumo


Tratar da inclusão educacional de pessoas com deficiência (PCD) não é propriamente um tema novo no cenário brasileiro. Tomando a Constituição Federal de 1988 como marco legal e histórico, é possível afirmar que, há pelo menos 30 anos, a temática da inclusão educacional vem ganhando relevo no campo das políticas educacionais, da investigação em educação e das práticas docentes. Por outro lado, quando tratamos da inclusão no ensino superior nos deparamos com uma situação contrária. Tanto as políticas públicas quanto a produção de conhecimento são muito recentes, o que configura a inclusão de PCD no ensino superior ainda um campo aberto, com muitas frentes de pesquisa, nas diferentes áreas do conhecimento. Um dos temas de investigação que se impõem é a docência no ensino superior e os desafios que os professores enfrentam frente à inclusão de PCD nas universidades. Considerando o tema exposto, o artigo tem como objetivo fazer uma reflexão sobre o quanto o acesso de estudantes com deficiência no ensino superior, em especial a partir da política de reserva de vagas (Lei 13.409/2016), tem impactado no cotidiano das salas de aula, em particular nas práticas docentes. Realizamos uma revisão de literatura, a partir de uma pesquisa na base de dados do Scielo (Scientific Electronic Library Online), entre 2008 e 2018, buscando por artigos sobre a docência no ensino superior e a inclusão de PCD. Os textos foram quantificados e analisados qualitativamente, buscando identificar os desafios encontrados no contexto da docência no ensino superior frente à inclusão. A complexidade envolvida no processo de inclusão de PCD no ensino superior é grande, em especial no que toca à atuação do docente. Os artigos nos sinalizam diferentes desafios à prática docente que vão desde a sua postura diante de estudantes com deficiência até a sua capacidade de ressignificar e modificar a sua prática tendo a inclusão como um princípio pedagógico.

Palavras-chave


Ensino Superior; Inclusão educacional; Docência.

Texto completo:

PDF/A PDF/A (English)

Referências


AMORIM, C. C. O uso do território brasileiro e as Instituições de Ensino Superior. Tese de Doutorado. USP, São Paulo, 2010.

ANACHE; A.A.; ROVETTO, S.S.M.; OLIVEIRA, R.A. Desafios da implantação do atendimento educacional especializado no Ensino Superior. Revista Educação Especial, v.27, n.49, p.299-312, 2014.

BOTELHO, L.L.R.; CUNHA, C.C.A.; MACEDO, M. O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e Sociedade, v.5, n.11, p.121-136, 2011.

BRASIL, Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Secretaria de Educação Especial. Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília: MEC, 2008.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. Estatuto da Pessoa com Deficiência. Diário Oficial da União, Brasília, 7 jul. 2015.

CABRAL, L. S. A.; MELO, F. R. L. V. Entre a normatização e a legitimação do acesso, participação e formação do público-alvo da educação especial em instituições de ensino superior brasileiras. Educar em Revista. Curitiba, Brasil. v. 33, n. especial. p. 55-70. Dezembro de 2017.

CANDIDO, E. A. P.; NASCIMENTO, C. R. S. do; MARTINS, M. de F. A. Acessibilidade na educação superior também envolve o trabalho pedagógico. RIAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v. 11, n. esp. 2, p.1017-1033, 2016.

DEMO, P. Educar pela pesquisa. 2ª Ed. Campinas: Autores Associados, 1997.

LIBÂNEO, J. C. Ensinar a aprender, aprender a ensinar: o lugar da teoria e da prática em didática. In.: LIBÂNEO, José Carlos & ALVES, Nilda. Temas da Pedagogia. Diálogos entre didática e currículo. São Paulo: Cortez, 2012.

MALUSÁ, S.; SANTOS, A. F.; PORTES, R. M. de L. Docência universitária numa perspectiva inclusiva: concepções e práticas no Ensino Superior. Revista Linhas. v. 11. n. 2. p. 145-168. Julho/dez. 2010.

MASETTO, M. T. Professor universitário: um profissional da educação na atividade docente. In: MASETTO, Marcos Tarciso (Org.). Docência universitária. 10. ed. Campinas: Papirus, 2009. p. 9-26

MESSERCHIMIDT, D. ENSINO.; CASTRO, S. F. Docência com alunos com deficiência na universidade. Journal of Research in Special Educational Needs. v. 16. n. 1. p. 394-398. 2016

PIECZKOWSKI, T. M. Z.; NAUJORKS, M. I. Olhares docentes sobre a inclusão de estudantes com deficiência na educação superior. Revista Cadernos de Educação. n. 52. 2015.

PIMENTA, S. G.; ANASTASIOU, L. das G. C. Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez, 2008.

PROVIN, P.; FABRIS, E. T. Os desafios da docência na universidade para todos: ações ou atitudes de inclusão? Revista do Centro de Educação, v. 40, n. 2, p. 319-331 mayo-agosto, 2015.

RODRIGUES, D. A inclusão na Universidade: limites e possibilidades de construção de uma Universidade inclusiva. Revista Educação Especial. Santa Maria. n. 23, p. 1-5, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/4951 Acessado em junho de 2019.

RODRIGUES, D. Inclusão e Educação: doze olhares sobre educação inclusiva. São Paulo: Summus, 2006.

SANTOS, M. A Natureza do espaço. Técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo, Edusp, 2005.

SANTOS, N. S.; DUARTE, A. C. S. Desenvolvimento profissional na educação superior: docência para uma educação inclusiva. Revista Educação, Cultura e Sociedade, Sinop/MT/Brasil, v. 7, n. 2, p. 338-349, jul./dez. 2017.

SILVA, A. M.; C. R.; D`ANTINO; M. E. F. Demandas de docentes do ensino superior para a formação de alunos com deficiência. Revista Brasileira Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 93, n. 235, p. 667-697, set./dez. 2012.

SOARES, S. R.; CUNHA, M. I. da. Programas de pós-graduação em educação: lugar de formação da docência universitária? Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília, v. 7, n. 14, p. 577-604, dez. 2010.

OMOTE, S. A construção de uma escala de atitudes sociais em relação à inclusão: notas preliminares. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 11, n. 1, p. 33-47, 2005.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v15iesp2.13800



Direitos autorais 2020 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.