Contribuição da extensão para uma docência universitária inovadora: um estudo a partir do programa de ligas da enfermagem da Universidade Estadual vale do Acaraú

Rejane Maria Gomes da Silva, Adriana Campani, Jaqueline Gomes Negreiros

Resumo


Nossos estudos têm demonstrado que, mais do que novas tecnologias da informação/comunicação e metodologias ativas de ensino-aprendizagem, a inovação pedagógica na universidade requer rupturas epistemológicas na construção e na relação com o conhecimento científico. Esse processo passa pela experiência intercultural reinventiva sustentada por uma epistemologia socialmente construída desenhada e corporificada por um currículo includente/inclusivo. A dimensão reiventiva desse processo desafia a docência universitária a cumprir um papel importante de mediação, rupturas e práticas reinventivas nos processos formativos. Para ampliar essa discussão, o presente artigo objetiva apresentar uma análise sobre a contribuição da extensão universitária para docência inovadora a partir de uma pesquisa que realizamos com professoras coordenadoras do Programa de Extensão ligas de enfermagem da Universidade Estadual Vale do Acaraú. Considerando a extensão universitária  um caminho teórico-metodológico de produção de conhecimento por meio da experiência que possibilita a interface dos saberes da cultura acadêmica e das que integram a universidade, essa pesquisa, em sua primeira etapa de análise, identificou que a experiência de extensão contribui para um processo inovador na docência universitária porque estimula a produção do conhecimento com responsabilidade social; desafia a criar estratégias pedagógicas para incluir expectativas, descobertas e experiências dos alunos; dinamiza o planejamento das aulas; exercita e qualifica a escuta e fortalece as incertezas, desafiando, assim, a docência universitária a se reinventar numa condição mediadora para o fortalecimento da interculturalidade e inclusão de saberes.

Palavras-chave


Extensão universitária; Inovação pedagógica; Docência universitária.

Texto completo:

PDF/A PDF/A (English)

Referências


AZEVEDO, R.P.; DINI, P.I. Guia para construção de ligas acadêmicas. [Internet]. Assessoria Científica da Direção Executiva Nacional dos Estudantes de Medicina. 2006. Disponível em: http:// www.daab.org.br/texto.asp?registro=157. Acesso: 01.09.2019.

BONDÍA LARROSA, Jorge, Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Revista Brasileira de Educação [en linea] 2002, (jan-abr): [Fecha de consulta: 22 de enero de 2018] Disponible en: ISSN 1413-2478.

BRASIL, Conselho Nacional de Educação. Diretrizes para Politicas de Extensão da Educação Superior Brasileira- PARECER HOMOLOGADO Portaria n° 1.350, publicada no D.O.U. de 17/12/2018, Seção 1, p. 34.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Diário Oficial da União [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 2014.

CAMPANI, A.; SILVA, R. M. G.; PARENTE, P. M. M. Inovação Pedagógica na Universidade. Revista Educação e Fronteiras On-Line, v. 8, p. 18-34, 2018.

CUNHA, M. I. Pedagogia Universitária. In: MOROSINI, M. C. (Org). Enciclopédia de Pedagogia Universitária: Glossário. v. 2. Porto Alegre: INEP/RIES, 2006.

CUNHA, M. I. A docência como ação complexa. In: CUNHA, M. I. (org.). Trajetórias e lugares de formação da docência universitária: da perspectiva individual ao espaço institucional. Araraquara, SP: Junqueira & Marin; Brasília: CAPES; CNPq, 2010.

CUNHA, M. I. O professor universitário na transição de paradigmas. 2. ed. Araraquara: Junqueira & Marin editores, 2005.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação. 10 ed. Tradução de Rosisca Darcy de Oliveira. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução Tomás Tadeu da Silva, Guacira Lopes Louro. 11. ed., Rio de Janeiro: DP&A,2001.

IMBERNÓN, F. (org.) A educação do século XXI. Porto Alegre, RS: Artmed, 2000.

LUCARELLI, E. Pedagogia universitária e inovação. In: CUNHA, M, I. (org.) Reflexões e práticas em pedagógica universitária. Campinas: Papirus, 2007, p. 11-26.

MELO, T.S. de; BERRY, M.C.; SOUZA, M.I. Ligas acadêmicas de odontologia: uma revisão de literatura. Revista da ABENO, v.19, n.1, p.10.19,2019. Disponível em: https://revabeno.emnuvens.com.br › revabeno › article › download. Acesso:0109.2019

MOROSINI, M. C. (Org). Enciclopédia de Pedagogia Universitária: Glossário. v. 2. Porto Alegre: INEP/RIES, 2006.

PLANO Organizacional da Universidade Estadual Vale do Acaraú: 2008-2012. Sobral: Edições Universitárias,2008

POPKEWITZ, T. S. Lutando em defesa da alma: a política do ensino e a construção do professor. Trad. Magda França Lopes. Porto Alegre: Artmed Editora Ltda., 2001.

POPKEWITZ, T. Reforma educacional: uma política sociológica poder e conhecimento em educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

SILVA, R. M. G.; CAMPANI, A.; PARENTE, P. M. M. A extensão universitária como pilar epistemológico da indissociabilidade na universidade. In: Virginia Célia Cavalcante Holanda; Rejane Maria Gomes da Silva. (Org.). A expansão do ensino superior em debate. 1ed.Sobral: Edições UVA, 2018, v. , p. 95-110

SANTOS, B de S. Universidade do século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da universidade. 3.ed. São Paulo: Cortez, 2011.

SANTOS, B. S; ALMEIDA FILHO, N. A Universidade no século XXI: para uma Universidade Nova. Coimbra: Edições Almedina, 2008.

UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO CARAU – UVA. Resolução Nº 27/2018 – CEPE. Dispõe Sobre A Curricularização da Extensão nos Cursos de Graduação da Fundação Universidade Estadual Vale do Acaraú (Uva), Sobral, 2018. Disponível: http://www.uvanet.br/documentos/resolucao_ca4e1e77fe6b72081c9e64cba8bd3386.pdf. Acesso em: 02.09.2019




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v15iesp2.13835



Direitos autorais 2020 Rejane Maria Gomes da Silva, Adriana Campani, Jaqueline Gomes Negreiros

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.