A pesquisa exploratória na abordagem qualitativa em educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v18i00.17958

Palavras-chave:

Pesquisa qualitativa, Pesquisa exploratória, Educação

Resumo

Este artigo tem o objetivo de descrever e oferecer um conjunto de diretrizes fundamentais para a realização da pesquisa exploratória no contexto educacional. Apresenta uma pesquisa de abordagem qualitativa, do tipo bibliográfica, de natureza interpretativa, realizada em artigos, livros, teses e dissertações que tratam da temática. A partir da investigação realizada, foi possível identificar que existem poucas publicações em língua portuguesa com essa delimitação. Esse tipo de pesquisa possibilita explorar questões complexas e pouco conhecidas, o que pode levar a uma compreensão mais profunda e abrangente do fenômeno estudado. Também foi possível identificar que a Pesquisa Qualitativa Exploratória em educação nos permite verificar experiências e perspectivas dos participantes, identificar tendências e padrões subjacentes e gerar hipóteses para pesquisas futuras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silmara Lösch, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação.

Carlos Alberto Rambo, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Educação.

Jacques Lima Ferreira, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação. Doutorado em Educação (PUC/PR). Pós-Doutorado em Educação (UFPR).

Referências

AAKER, D. A.; KUMAR, V.; DAY, G. S. Pesquisa de marketing. São Paulo: Atlas, 2004.

ALBERTO, G. S.; FERREIRA, J. L. Análise de Conceito e Análise Temática na pesquisa qualitativa em educação. Debates em Educação, v. 14, n. 36, p. 358–378, 2022. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/13678. Acesso em: 19 mar. 2023.

BARBOUR, R. Grupos focais. Tradução: Marcelo Figueiredo Duarte. Porto Alegre: Artmed, 2009.

BAUER, M. W.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 7. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: método qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre: Penso., 2014.

CYRIACO, A. F. F. et al. Pesquisa qualitativa: conceitos-chave e breve panorama de sua aplicação em geriatria/ gerontologia. Geriatric, Gerontology Aging, Boston, v. 11, n. 1, p. 4-9, 2017. Disponível em: https://cdn.publisher.gn1.link/ggaging.com/pdf/v11n1a02.pdf. Acesso em: 13 mar. 2023.

DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

DUARTE, C. Uma análise de procedimentos de leitura baseada no paradigma indiciário. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1988.

DUARTE, R. Entrevistas em pesquisas qualitativas. Educar em Revista, Curitiba, v. 20, n. 24, p. 213-225, dez. 2004. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/educar/article/view/2216. Acesso em: 19 mar. 2023.

GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D. T. (org.). Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GODOY, A. S. Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 57-63, 1995. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/20594. Acesso em: 19. mar. 2023.

LUNA, S. V. O falso conflito entre tendências metodológicas. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

MALHOTRA, N. Pesquisa de marketing. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed, São Paulo: Atlas 2003.

MATTAR, F. N. Pesquisa de marketing: edição compacta. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2001.

MINAYO, M. C. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2001.

NOGUEIRA-MARTINS, M. C. F.; BOGUS, C. M. Considerações sobre a metodologia qualitativa como recurso para o estudo das ações de humanização em saúde. Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 13, n. 3, p. 44-57, set./ dez. 2004. Disponível em: https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/registro/Consideracoes_sobre_a_metodologia_qualitativa_como_recurso_para_o_estudo_das_acoes_de_humanizacao_em_saude/291. Acesso em: 19 mar. 2023.

SELLTIZ, C.; WRIGHTSMAN, L. S.; COOK, S. W. Métodos de pesquisa das relações sociais. São Paulo: Herder, 1965.

SELLTIZ, C. Métodos de pesquisa nas relações sociais. São Paulo: Herder, 1967.

STAKE, R. E. Pesquisa qualitativa: estudando como as coisas funcionam. Porto Alegre: Penso, 2011.

VIEIRA, M. M. F.; ZOUAIN, D. M. Pesquisa qualitativa em administração: teoria e prática. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.

YIN, R. K. Pesquisa qualitativa do início ao fim. Porto Alegre: Penso, 2016.

ZIKMUND, W. G. Business research methods. 5. ed. Fort Worth, TX: Dryden, 2000.

Publicado

19/12/2023

Como Citar

LÖSCH, S.; RAMBO, C. A.; FERREIRA, J. L. A pesquisa exploratória na abordagem qualitativa em educação. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 00, p. e023141, 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.17958. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/17958. Acesso em: 23 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos teóricos

Artigos Semelhantes

1 2 3 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.