Gênero e sexualidade na formação docente: um mapeamento das pesquisas entre Norte e Nordeste

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v24i3.14092

Palavras-chave:

Gênero, Sexualidade, Formação docente.

Resumo

O presente artigo constrói um mapeamento com o objetivo de analisar as teses e dissertações em gênero, sexualidade e formação docente defendidas em programas de pós-graduação nas instituições de ensino superior das regiões Norte e Nordeste do Brasil. Para isso, foram mapeadas teses e dissertações no período de 2006 a 2018 por meio de um estudo do tipo estado da arte. Para este artigo, trouxemos os 22 trabalhos que envolvem formação de professoras/es e, considerando o objetivo deste estudo, organizamos a discussão em duas unidades de sentido: a primeira voltada para os trabalhos que fazem análise da concepção de professoras/es em formação inicial e a segunda os trabalhos voltados para o currículo desta formação. Nessa perspectiva, foram observadas algumas contribuições, limites e possibilidades dessa produção acadêmica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lívia de Rezende Cardoso, Universidade Federal de Sergipe (UFS), São Cristóvão – SE

Professora Associada I no Programa de Pós-graduação em Educação. Doutorado em Educação (UFMG).

Tássia Alexandre Teixeira Bertoldo, Universidade Federal de Sergipe (UFS), São Cristóvão – SE

Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Educação.

Linda Brasil de Azevedo Santos, Universidade Federal de Sergipe (UFS), São Cristóvão – SE

Militante transfeminista e Presidenta da CasAmor.

Referências

AMORIM, V. G. Gênero e educação superior: perspectivas de alunas de física. Orientador: Maria Eulina Pessoa de Carvalho. 2017. 112 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2017.

ANJOS, J. P.; CARDOSO, L. R. Hanami ou corpos fogem, vazam, escapam. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 7, n. 12, p. 69-78, 2014. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v0i0.2953

BENEVIDES, B. G; BONFIM, S. N. (Org.) Dossiê: assassinatos e violência contra travestis e transexuais no Brasil em 2018. Antra, 2019. Disponível em: https://antrabrasil.files.wordpress.com/2019/01/dossie-dos-assassinatos-e-violencia-contra-pessoas-trans-em-2018.pdf. Acesso em: 28 nov. 2020.

BRAGA, P. B. Tensões na percepção dos docentes no Curso de Educação em Direitos Humanos do Instituto UFC-Virtual. Orientador: Bernadete de Lourdes Ramos Beserra. 2014. 92 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza (CE), 2014.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CEP Nº 2, de 1º de julho de 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, p. 8-12, 2 jul. 2015.

CARDOSO, H. M. O que é normal pra mim não pode ser normal pro outro: a abordagem de corpo, gênero e sexualidades nas licenciaturas do Instituto Federal de Sergipe, campus Aracaju. Orientador: Alfrancio Ferreira Dias. 2016. 143 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2016.

CARDOSO, L. R.; GUARANY, A. L. A.; UNGER, L. G. S.; PIRES, M. A. Gênero em Políticas Públicas de Educação e Currículo: do direito às invenções. Revista E-curriculum, São Paulo, v. 17, n. 4, p. 1458-1479, out./dez. 2019.

CONCEIÇÃO, T. A. O. Práticas de gênero e sexualidade: a produção discursiva sobre o/a professor/a homossexual na docência primária. Orientador: Josenilda Maria Maués da Silva. 2012. 129 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Pará, Belém, 2012.

DAL’IGNA, M. C.; SCHERER, R.; CRUZ, É. Gênero, Sexualidade e Formação de professores: uma análise a partir da Produção Acadêmica da ANPED. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 42, n. 3, p. 632-655, 2017. DOI: https://doi.org/10.5216/ia.v42i3.48941

DIAS, A. F.; MENEZES, C. A. A. Que inovação pedagógica a pedagogia queer propõe ao currículo escolar? Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 10, n. 23, p. 37-48, 2017. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v10i23.7443

DOURADO, L. F.; TUTTMAN, M. T. Apresentação do Dossiê Temático Formação do Magistério da Educação Básica nas Universidades Brasileiras: institucionalização e materialização da Resolução CNE/CP n° 02/2015. FORMAÇÃO em Movimento, Seropédica v. 1, n. 2, p. 197-217, jul./dez. 2019

FARIAS, A. Q. Trajetórias educacionais de mulheres: uma leitura interseccional da deficiência. Orientadora: Maria Eulina Pessoa de Carvalho. 2017. 138 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2017.

FERREIRA, M. O. V. O campo do gênero na ANPEd. Hipóteses em construção. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 37., 2015, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis, SC: ANPEd, 2015. p. 1-18.

FERREIRA, M. O. V.; CORONEL, M. C. V. K. Sobre a legitimação do campo do gênero na ANPEd. Educação e Pesquisa (USP. Impresso), São Paulo, v. 43, p. 815-831, 2017.

FIALHO, L. M. F.; NASCIMENTO, L. B. S. O que os gestores escolares da rede pública entendem sobre gênero? Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 21, n. esp. 2, p. 927-945, nov. 2017. ISSN 1519-9029. DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v21.n.esp2.2017.10147

FREITAS-FILHO, L. C. M.; TENÓRIO DE CARVALHO, R. As rosas por trás dos espinhos: discursos e sentidos na formação de professores em face do debate da homofobia. Orientadora: Rosângela Tenório de Carvalho. 2009. 125 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.

LIMA, E. B. Concepções de docentes de biologia da grande Aracaju sobre corpo. Orientador: Acácio Alexandre Pagan. 2013. 84 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2013.

LIMA, F. J. I. Gênero no percurso de vida de estudantes do Curso de Pedagogia da UFC. Orientador: Maria de Fátima Vasconcelos da Costa. 2016. 203 f. Tese (Doutorado em Educação Brasileira) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza (CE), 2016.

LOURO, G. L. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. 6. ed. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 2011.

MARTINS, W. J. F. Gender and sexuality in teachers formation: an analysis at the pedagogy course of the UFMA - São Luís. Orientador: Iran de Maria Leitão Nunes. 2012. 188 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2012.

MEGID NETO, J. Origens e desenvolvimento do campo de pesquisa em Educação em Ciências no Brasil. In: NARDI, R.; GONÇALVES, T. V. O. A pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática no Brasil: memórias, programas e consolidação da pesquisa na área. São Paulo: ELF. 2014. p. 98-139.

MELO, A. S. A. F. Entre flores no jardim - Histórias de vida e formação: uma análise sobre gênero e sexualidade entre egressos/as do curso de Ciências Biológicas da UEFS. Orientador: Marco Antônio Leandro Barzano. 2018. 190 f. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, 2018.

MILHOMEM, M. S. F. S. As representações de gênero na formação de professores indígenas Xerente e expressão da violência. Orientadora: Maria Helena Santana Cruz. 2010. 171 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2010.

MORAIS, J. F. S.; BAIÃO, J. C.; FREITAS, C. J. Questões de gênero e sexualidade na escola: narrativas docentes. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 13, n. 32, p. 1-15, 2020. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v13i32.11565

NUNES, S. M. A. Uma leitura de histórias de vida de mulheres docentes da Universidade Federal de Sergipe e da Universidade do Porto. Orientadora: Maria Helena Santana Cruz. 2014. 197 f. Tese (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2014.

PARAÍSO, M. A. Raciocínios generificados no currículo e possibilidades de aprender. In: COLÓQUIO SOBRE QUESTÕES CURRICULARES, 2010, Porto. Anais [...]. Porto, 2010. p. 1-27.

PESSOA, E. R. A. Políticas públicas, a atuação docente e o desenvolvimento de habilidades: gêneros e sexualidades na educação básica. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, n. 12, 2012. ISSN 1519-9029. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/9326. Acesso em: 10 set. 2020

PINTO, É. J. S. Gênero e escolha de cursos superiores: perspectivas de estudantes de ensino médio do Liceu Paraibano. Orientador: Maria Eulina Pessoa de Carvalho. 2014. 133 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2014.

REIS, G. L. O gênero e a docência: uma análise de questões de gênero na formação de professores do Instituto de Educação Euclides Dantas. Orientador: Elizete Silva Passos. 2011. 86 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Interdisciplinares sobre Mulher, Gênero e Feminismo) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2011.

RIBEIRO, P. R. M.; MONTEIRO, S. A. S. Avanços e retrocessos da educação sexual no Brasil: apontamentos a partir da eleição presidencial de 2018. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, p. 1254-1264, jun., 2019. ISSN 1982-5587. DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v14iesp.2.12701

ROCHA, S. L. C. O. O jogo da compreensão de gênero na educação infantil: um diálogo hermenêutico do pesquisador com diversos horizontes de sentidos. Orientador: Sylvie Ghislaine Delacours Soares Lins. 2009. 231 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza (CE), 2009.

ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte”. Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n. 19, p. 37-50, set. 2006.

SANTANA, A. M. Relações de gênero, trabalho e formação docente: experiências de mulheres da Escola Estadual Valnir Chagas, Aracaju/SE. Orientador: Maria Helena Santana Cruz. 2014. 221 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2014.

SANTANA, A. M. Inovação inclusiva e singularidades: um estudo com licenciados de ciências biológicas da UFS. Orientador: Alice Alexandre Pagan. 2017. 162 f. Dissertação (Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2017.

SANTOS, A. L. Formação das pessoas transexuais na Universidade Federal de Sergipe: enfrentamento e resistência das normas de gênero no espaço acadêmico. Orientador: Alfrâncio Ferreira Dias. 2018. 90 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2017.

SANTOS, E. R. F. O entendimento de professores e professoras do ensino fundamental sobre as relações de gênero e sexualidade. Orientador: Idalina Maria Freitas Lima Santiago. 2006. 126 f. Dissertação (Mestrado Interdisciplinar em Ciências da Sociedade) – Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2006.

SANTOS, L. R. Gênero, educação em sexualidade e formação docente: descortinando o curso de Educação Física da Universidade Federal de Sergipe. Orientadora: Maria Helena Santana Cruz. 2016. 255 f. Tese (Pós-Graduação em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2016.

SANTOS, S. A. Trabalho docente, família e vida pessoal: permanências, deslocamentos e mudanças contemporâneas. Orientadora: Maria Helena Santana Cruz. 2012. 310 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2012.

SILVA, L. B. Carreiras de professoras das Ciências Exatas e Engenharia: estudo em uma IFES do Nordeste brasileiro. Orientadora: Maria Eulina Pessoa de Carvalho. 2017. 275 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB, 2017.

WAISELFISZ, J. J. Mapa de violência 2015. Homicídios de mulheres no Brasil. Brasília. 2015. Disponível em: https://www.mapadaviolencia.org.br/pdf2015/MapaViolencia_2015_mulheres.pdf. Acesso em: 28 nov. 2020.

ZANLORENSE, M. J. Mapeamento sobre as atuais políticas para formação de professores no estado do Paraná. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, n. 16, 2014. ISSN 1519-9029. Disponível em: htt https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/9363. Acesso em: 04 ago. 2020.

Publicado

28/12/2020

Como Citar

CARDOSO, L. de R.; BERTOLDO, T. A. T.; SANTOS, L. B. de A. Gênero e sexualidade na formação docente: um mapeamento das pesquisas entre Norte e Nordeste. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 24, n. esp3, p. 1743–1764, 2020. DOI: 10.22633/rpge.v24i3.14092. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/14092. Acesso em: 2 dez. 2021.