Sexualidade infantil: a relação entre Educação Sexual e a identidade de gênero

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v24iesp3.14288

Palavras-chave:

Educação infantil, Educação sexual, Identidade de gênero, Sexualidade infantil.

Resumo

Sabemos que as questões relacionadas à sexualidade estão intrinsecamente ligadas ao desenvolvimento integral de qualquer indivíduo. Considerando que ainda hoje é comum encontramos resistência em relação ao tema, sobretudo na escola, onde grande parte dos(as) educadores(as) sentem-se desconfortáveis ou não aptos para tratar tais assuntos, pretendemos, com este trabalho, levantar algumas reflexões acerca do possível entrelaçamento entre a educação sexual e a estruturação da identidade de gênero no que se refere a crianças em fase de educação infantil, tendo como embasamento teórico os pressupostos de Pierre Bourdieu. A partir da análise da herança cultural (conceito desenvolvido pelo citado sociólogo) de três agentes escolares, buscamos problematizar neste trabalho algumas discussões acerca da interferência desta herança no que tange a educação sexual oportunizada às crianças no âmbito da educação infantil, provocando uma reflexão pautada na importância da Educação sexual dentro e fora do âmbito escolar.

Biografia do Autor

Maria Fernanda Celli de Oliveira, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Araraquara – SP

Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Educação Escolar.

Luci Regina Muzzeti, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Araraquara – SP

Professora no Departamento de Educação. Doutorado em Educação (UFSCAR).

Referências

ADURENS, F. D. L. et al. Reflexões sobre a diversidade na educação infantil: um olhar para a formação de professores. Doxa: Rev. Bras. Psico. e Educ., Araraquara, v. 20, n. 2, p. 150-163, jul./dez. 2018. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/11638. Acesso em: 13 jul. 2020.

ARGENTI, P. C.; MILANI, D. R. C. Educação sexual e docência: as relações de gênero, a diversidade e a sexualidade dentro da escola. Doxa: Rev. Bras. Psicol. Educ., Araraquara, v. 19, n. 2, p. 212-223, jul./dez. 2017. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/10901. Acesso em: 13 jul. 2020.

BOROTO, I. G.; SENATORE, R. C. M. A sexualidade infantil em destaque: algumas reflexões a partir da perspectiva freudiana. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. esp. 2, p. 1339-1356, jul. 2019. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/12583. Acesso em: 9 jul. 2020.

BOURDIEU, P. A dominação masculina. Trad. Maria Helena Kühner. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999.

BRANCALEONI, A. P. L.; OLIVEIRA, R. R. Silêncio! Não desperte os inocentes: sexualidade, gênero e educação sexual a partir da concepção de educadores. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 10, n. esp. 2, p. 1445-1462, 2015. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/8330. Acesso em: 10 jul. 2020.

FERRARI, A.; GOMES, C. I. S.; BERTO, C. M. G. A prática docente e as relações de gênero e sexualidades: conversando com professoras e professores. Espaço Pedagógico, Passo Fundo, v. 27, n. 1, p. 223-243, jan./abr. 2020.

FIALHO, L. M. F.; NASCIMENTO, L. B. S. O que os gestores escolares da rede pública entendem sobre gênero? Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 21, n. esp. 2, p. 927-945, nov. 2017. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/10147. Acesso em: 11 jul. 2020.

GIACHINI, A. C. B.; LEÃO, A. M. C. Relação de gênero na educação infantil: apontamentos da literatura científica. Revista IberoAmericana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 11, n. 3. p. 1409-1422, 2016. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/issue/view/565/showToc. Acesso em: 15 jul. 2020.

GODOY, D. A. Educação em Sexualidade no Brasil: um tour histórico e seus importantes desdobramentos para a formação do educador e desenvolvimento da área na educação escolar. Doxa: Rev. Bras. Psico. e Educ., Araraquara, v. 20, n. 2, p. 272-280, jul./dez. 2018. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/11893. Acesso em: 11 jul. 2020.

LUCIFORA, C. A. et al. Marcas sociais de nossos tempos: gênero, sexualidade e educação em âmbito escolar. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. esp. 2, p. 1395-1409, jul., 2019. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/12607. Acesso em: 9 jul. 2020.

MAIA, A. C. B.; RIBEIRO, P. R. M. Educação sexual: princípios para ação. Doxa: Revista Paulista de Psicologia e Educação, Araraquara, v. 15, n. 1, p. 75-84, 2011. ISSN 1413-2060. Disponível em: https://www.academia.edu/12736279/Educa%C3%A7%C3%A3o_Sexual_princ%C3%ADpios_para_a%C3%A7%C3%A3o. Acesso em: 10 out. 2020.

MUZZETI, L. R. Trajetórias escolares de professoras primárias formadas em São Carlos nos anos 40. 1992. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil, 1992.

MUZZETI, L. R. Consenso ou conflito: contribuições das teorias sociológicas de Émile. Durkheim e de Pierre Bourdieu. Boletim do Departamento de Didática, Araraquara, v. 16, n. 15, 1999.

OLIVEIRA, M. F. C. Trajetória social e sexualidade: a estruturação da identidade de gênero na Educação Infantil. Orientador: Luci Regina Muzzeti. 2017. 79 f. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar) — Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2017. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/149966. Acesso em: 12 jul. 2020.

ORTIZ, R. Pierre Bourdieu: sociologia I. Organizador [da coletânea] Renato Ortiz. Trad. Paula Montero e Alícia Auzmendi. São Paulo: Ática, 1983. (Grandes cientistas sociais; 39)

PESSOA, E. R. A. Políticas públicas, a atuação docente e o desenvolvimento de habilidades: gêneros e sexualidades na educação básica. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, n. 12, p. 35-47, 2012. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/9326. Acesso em: 12 jul. 2020.

RIBEIRO, P. R. M.; MONTEIRO, S. A. S. Avanços e retrocessos da educação sexual no Brasil: apontamentos a partir da eleição presidencial de 2018. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, p. 1254-1264, jun., 2019. ISSN 1982-5587. DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v14iesp.2.12701

RUIS, F. F.; PEREZ, M. C. A. Ouvindo meninos: relações de gênero na educação infantil. Doxa: Rev. Bras. Psicol. Educ., Araraquara, v. 19, n. 2, p. 283-294, jul./dez. 2017. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/10922. Acesso em: 13 jul. 2020.

SCIOTTI, F. F. R. Ser professor na educação infantil: gênero e docência. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. esp. 2, p. 1569-1579, jul. 2019. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/12616. Acesso em: 9 jul. 2020.

SILVA, L. R. G. A política educacional e a orientação sexual nas escolas. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, n. 5, 2008. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/9155. Acesso em: 11 jul. 2020.

TORRADA, L.; RIBEIRO, P. R. C.; RIZZA, J. L. Estratégias de resistência possibilitando o debate de gênero e sexualidade na escola. Revista Contexto & Educação, Ijuí, ano 35, n. 111, p. 46-63, maio/ago. 2020. Disponível em: https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoeducacao/article/view/9088. Acesso em: 15 jul. 2020.

Publicado

28/12/2020

Como Citar

Oliveira, M. F. C. de, & Muzzeti, L. R. (2020). Sexualidade infantil: a relação entre Educação Sexual e a identidade de gênero. Revista on Line De Política E Gestão Educacional, 24(esp3), 1825–1840. https://doi.org/10.22633/rpge.v24iesp3.14288