O processo decisório em Charles Edward Lindblom e a vontade geral em Jean-Jacques Rousseau: reflexões acerca da participação política e da necessidade de educação para essa participação

Roberta Aline Sbrana, Flaviana Christine V. P. M. Assumpção, Joana Corrêa Goulart, Sebastião de Souza Lemes

Resumo


Na obra O Processo de Decisão Política, Charles Edward Lindblom tece reflexões acerca desse processo, destacando a relevância da participação política dos cidadãos em geral. Entretanto, esse autor alerta a necessidade da existência de uma educação que tenha como compromisso a formação de homens e mulheres para a participação social, pois somente a partir dessa educação tal participação poderá se efetivar. Do mesmo modo, na obra O Contrato Social, Jean-Jacques Rousseau apresenta considerações acerca da importância da participação do povo no processo de elaboração desse contrato, a qual ocorrerá por intermédio da “vontade geral”. Mas essa participação implica a criação de uma educação voltada para a formação do homem como indivíduo e cidadão, para que este participe de forma ativa da sociedade, tal como expõe em seu tratado pedagógico – Emílio ou Da Educação. O intuito desse trabalho é evidenciar que em ambas as reflexões esses autores discutem sobre essa relevância da participação política dos cidadãos, a qual, segundo sua visão, será concretizada apenas pela existência de uma educação que valorize a formação para a participação.


Palavras-chave


Processo decisório. Vontade geral. Participação. Educação.

Texto completo:

PDF

Referências


BOTO, Carlota. Jean-Jacques Rousseau: Biografia Intelectual. Intérprete da política e da infância. Revista Educação, série História da Pedagogia (Jean-Jacques Rousseau), São Paulo, n. 5, p. 6-17, dez., 2010.

BURGELIN, Pierre. Prefácio. In: ROUSSEAU, Jean-Jacques. O contrato social. Tradução Antônio de Pádua Danesi. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

FRANCISCO, Maria Fátima Simões. O Nascimento do Ideário Político Contemporâneo. Revista Educação, série História da Pedagogia (Jean-Jacques Rousseau), São Paulo, n. 5, p. 20-31, dez., 2010.

LINDBLOM, Charles Edward. O processo de decisão política. Tradução Sérgio Bath. Brasília. Editora Universidade de Brasília (UnB), 1981.

PAIVA, Wilson Alves. A formação do cidadão na obra de Jean-Jacques Rousseau. Fragmentos de Cultura, Goiânia, v. 17, n. 1/2, p. 77-92, jan./fev. 2007.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens. Tradução Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. O contrato social. Tradução Antônio de Pádua Danesi. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Emílio ou Da educação. Tradução Roberto Leal Ferreira. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

VALDEMARIN, Vera Teresa. Educação e política ou sobre a possibilidade de efetivar princípios. In: VAIDERGORN, José. (Org.). O direito a ter direitos. Campinas: Autores Associados, 2000.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v21.n2.2017.9479



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.