Trabalho e educação no contexto do ensino superior e a formação do assistente social

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v14i2.11694

Palavras-chave:

Educação, Ensino superior, Trabalho, Assistência social.

Resumo

Este artigo apresenta uma discussão a respeito da importância da educação na análise do sentido do trabalho desenvolvido pelo profissional em Serviço Social quando atua na Política de Assistência Social na contemporaneidade. Assim, a pesquisa objetiva analisar a expansão do Ensino Superior, o caso do curso de Serviço Social, diante das transformações ocorridas na Política de Assistência Social e implicações no trabalho, que deixa de ser uso para alcançar cada vez mais a troca no mercado. Nessa perspectiva, é necessário compreender o processo de produção e reprodução do trabalho na expansão do capital e como os profissionais se percebem na própria dinâmica de desenvolvimento da práxis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Lucia da Silva, Universidade de Pernambuco

Discente do Programa de Pós-Graduação em Formação de Professores e Práticas Interdisciplinares pela UPE/Petrolina. Concursada e lotada no colegiado de Serviço Social, como Professora Auxiliar na Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina - FACAPE, concursada pelo município de Juazeiro-BA na Secretaria de Saúde, lotada na unidade de atendimento Hospital Materno Infantil como assistente social . Tem experiência na área de Serviço Social, com ênfase na Política de Assistência Social. É pesquisadora do GPVASF - Grupo de Pesquisa em Sociedade e Natureza do Vale do São Francisco e do CEA - Centro de Estudos Agrários.

Raimunda Áurea Dias de Sousa, Universidade de Pernambuco - Campus Petrolina

Professora Ajunta da UPE/Campus Petrolina, pesquisadora dos grupos de pesquisa - GPECT – Grupo de Pesquisa Estado, Capital, Trabalho e as Políticas de Reordenamentos Territoriais - UFS e Grupo de Pesquisa em sociedade e Natureza no Vale do São Francisco - UPE. Professora do Colegiado de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Formação de Professores e Práticas Interdisciplinares da UPE/Petrolina. Coordena o Centro de Estudos Agrarios - CEA na mesma Instituição.

Referências

ANTUNES, Ricardo. Adeus ao Trabalho?:ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. São Paulo: Cortez, 2015.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO E PESQUISA EM SERVIÇO SOCIAL (ABEPSS), Diretrizes Gerais para o curso de Serviço Social, Rio de Janeiro, 1996

BANCO MUNDIAL. Relatório Anual de 2017 do Banco Mundial, Washington, DC: Banco Mundial. doi: 10.1596/978-1-4648-1126-5. Licença: Creative Commons Attribution — Non Commercial — No Derivatives 3.0 IGO (CC BY-NC-ND 3.0 IGO). 2017.

BRASIL. Decreto lei nº 593, de 27 de maio de 1969, Autoriza o Poder Executivo a instituir uma fundação destinada a prestar assistência à maternidade, à infância e a adolescência.

BRASIL. Lei nº 8.742. Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS). Brasília, DF: 7 de dezembro de 1993.

BRASIL. Lei complementar nº 113 de 19 de Setembro de 2001. Autoriza o Poder Executivo a criar a Região Administrativa Integrada de Desenvolvimento do Polo Petrolina/PE e Juazeiro/BA e instituir o Programa Especial de Desenvolvimento do Polo Petrolina/PE e Juazeiro/BA.

BRASIL. Política Nacional de Assistência Social. Brasília, 2004.

BRASIL. Lei nº 12.435, de 6 de julho de 2011. Lei do Sistema Único de Assistência Social.

BRASIL. Conselho Federal de Serviço Social. Lei nº 8.662/93 de Regulamentação da Profissão. Código de Ética do/a assistente social. – 10ºed. rev. e atual. – Brasília, 2012.

CONCEIÇAO, Alexandrina Luz. A geografia do Espaço da miséria. Revista eletrônica Scientia Plena. vol.1 nº6, 2005.

GUERRA, Yolanda. Serviço Social brasileiro nos anos 2000: cenários, pelejas e desafios. In: Transformações societárias e Serviço Social: repercussões na cultura profissional. Organizadoras Ana Elizabete Mota e Angela Amaral. - Recife: Editora UFPE, 2014.

IAMAMOTO, Marilda Vilela. Serviço Social em tempo de Capital Fetiche. Capital Financeiro, trabalho e questão social. 8ª ED. – São Paulo: Cortez, 2014 a.

IAMAMOTO, Marilda Vilela. Serviço Social na Contemporaneidade: trabalho e formação profissional. 25ª Ed. – São Paulo: Cortez, 2014b.

MÉSZÁROS, Istvan. A montanha que devemos conquistar [recurso eletrônico]. 1ºed. – São Paulo: Boitempo,2015.

MINAYO, Maria Cecília de Souza; et al. Social: teoria, método e criatividade. 21ed – Petrópolis, RJ: Vozes,1994.

MOTA, Ana Elizabete (org.). Desenvolvimento e construção de hegemonia: crescimento econômico e reprodução da desigualdade – São Paulo: Cortez, 2012.

NETTO, José Paulo. Introdução aos estudos de método de Marx. 1ed. – São Paulo: Expressão popular, 2011a

NETTO, José Paulo. Capitalismo monopolista e serviço social. 8ed. – São Paulo: Cortez, 2011b

SANTO, Maria Escolástica; JIMENEZ, Suzana; GONÇALVES, Ruth Maria de Paula. A produção e a gestão da pobreza: das relações entre capital, Estado e educação. As Políticas educacionais no contexto dos limites absolutos do Estado e do capital em crise. Orgs. NOMERIANO, Aline Soares et al. Maceió: coletivo Veredas, 2017.

Publicado

01/01/2019

Como Citar

SILVA, M. L. da; SOUSA, R. Áurea D. de. Trabalho e educação no contexto do ensino superior e a formação do assistente social. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. 2, p. 559–572, 2019. DOI: 10.21723/riaee.v14i2.11694. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/11694. Acesso em: 8 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos