Políticas públicas de educação no brasil: fracasso escolar, culpabilização dos alunos e inocentização da escola Janine

Janine Marta Coelho Rodrigues, Wilson Honorato Aragão, Silvestre Coelho Rodrigues

Resumo


O presente estudo discute as políticas da educação no Brasil, voltadas às questões da culpabilização da criança que fracassa na escola, a partir da unilateralidade do olhar, quando a escola se recusa a discutir seus critérios de avaliação, seleção e classificação. Desconsiderar os contextos sociais, familiares e econômicos dos alunos, significa considerar que estes alunos apresentam desempenhos iguais, adquirem as suas competências e habilidades a partir do mesmo método pedagógico e com o mesmo ritmo de aprendizagem. Este estudo evidencia a falsidade dessas premissas, quando reconhece a relevância das diferenças individuais e a tentativa de inocentização da escola em relação ao seu próprio desempenho. Recentes pesquisas (2015) apontam que as dificuldades de aprendizagem resultam no fracasso escolar, representam despreparo dos professores para entender as diferenças, erros pedagógicos na adoção de métodos que se distanciam dos repertórios linguísticos e culturais das crianças. Percebe-se, também, a ausência de uma mediação por parte de Trabalhador Social entre a família, a escola e a comunidade para oportunizar o sucesso da criança na escola. 


Palavras-chave


Educação. Escola. Fracasso escolar. Avaliação. Contextos.

Texto completo:

PDF

Referências


ASINELLI-LUZ, A. Educação e cidadania: a formação continuada de professores e a perspectiva da não-exclusão na escola In: ASSIS, M. C. de; ASSIS, O. Z. Mantovani (Orgs.). Educação e cidadania. Anais... XXII Encontro Nacional de Professores do PROEPRE. Campinas: FE, 2005.

BRASIL. Secretaria de Estado de Assistência Social. Projeto Centro Nacional de Formação Comunitária. Brasília, [1998].

BASSEDAS, E. et al. Intervenção educativa e diagnóstico psicopedagógico. Porto Alegre: Artmed. 1996

BECKER F. Educação e construção do conhecimento. Porto Alegre: Artmed.2001.

BRASIL. Estatuto da Criança e do Adolescente, Lei Federal n. 8.069/90, de 13 de julho de 1990, dispõe sobre a proteção integral à criança e ao adolescente. Brasília: Ministério da Justiça, 1995.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Promulgada em 5 out. 1988. São Paulo: Atlas, 1999.

CADERNOS CEDES, n. 35. Implicações pedagógicas do modelo histórico cultural. 2 ed., jul. 2000.

CARVALHO J. M.; MACHADO M. C. G. Imaginário social e processos de institucionalização da produção acadêmica científica sobre a questão do professor. In: Revista Estudos. Mestrado em Educação da UCDB. MT, nº 14, 2002.

CIASCA, S. M.; ROSSINI, S. D. R. Distúrbio de aprendizagem: mudanças ou não? Correlação de uma década de atendimento. Temas sobre desenvolvimento, 8(48): 11-16, 2000.

COSTA, A. C. G. da. O Estatuto da criança e do adolescente e a política de atenção à infância e à juventude. In: Ciclo de Seminários: discutindo a assistência social no Brasil, 1995.

FRANZOI, N. L. Entre a formação e o trabalho trajetória de identidades profissionais. Porto Alegre: Ed UFRGS, 2006.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. RJ: Paz e Terra, 1997.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia. RJ: Paz e Terra, 2002.

FONSECA, V. Introdução às dificuldades de aprendizagem. 2 ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

JESUS N. Manual de dificuldades de aprendizagem. Porto Alegre: Artmed. 1998.

GRÉGOIRE. J. Avaliando as aprendizagens: os aportes da psicologia cognitiva. Porto Alegre: Artmed. 2000

GIMENO SACRISTAN, J.; PÉREZ GÓMEZ, A. I. Compreender e transformar o ensino. Porto Alegre: Artmed 2009

IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. PNAD, 2007. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/sites/000/2/comunicado_presidencia/ 08_10_07_Pnad_PrimeirasAnalises_N11demografia.pdf. Acesso em: 15 maio 2008.

MACHADO. N. Epistemologia e Didática. SP: Cortez 1999.

MINAYO, M. C. de S. O desafio do conhecimento. São Paulo: Hucitec, 1993.

NEGRINI. A. Aprendizagem e desenvolvimento infantil. RS: Prodil. 1996

NOGUEROL, A. Aprender na escola. Porto Alegre: Artmed, 1999.

OLIVEIRA. V. F. (Org) Imagens de professor. Ijuí: Ed. Inijui.2000.

PARANÁ. Conselho Estadual de Defesa da Criança e do Adolescente. Política de atendimento dos direitos da criança e do adolescente no estado do Paraná. 3 ed. Curitiba: CEDCA, 20

PADILHA, A. M. L. Práticas pedagógicas em educação especial. Campinas, 2001.

PLACCO, V. (Org). Psicologia e educação: revendo contribuições. SP: Educ, 2000.

PRADA. L. Formação participativa de docentes em serviço. Taubaté: Cabral Ed. Universitária, 1998.

POZO, J. Aprendizagens e mestres. Porto Alegre: Artmed. 2002.

RICCIO, C. Neurological basis of attention déficit hyperactivy disorder. The Concil for exceptional Childdren, n. 2, 1999.

RODRIGUES, J. M. C. et al. O Insucesso escolar. João Pessoa: Revista Conceitos, Aduf.

RODRIGUES, J. M. C. et al. Construindo trilhas refazendo caminhos. João Pessoa: Ed Ideias, 2013.

RODRIGUES, J. M. C. Afetos e desafetos na educação infantil. Artigo. Creche. UFPB, 2001.

RODRIGUES. J. M. C. Um estudo sobre a dislexia. UFPB/CE/JP. 2001.

RODRIGUES, J. M. C; GAUDENCIO, R. (Org). Formação docente: coletando textos, discutindo idéias. JP: Ed. Universitária, 2004.

RODRIGUES, J. Construindo a profissionalização docente. JP: Ed Universitária, 2003.

RODRIGUES. J. M. C. O autista e sua educação.JP: Ed Universitária, 2005.

RODRIGUES. J. M. C. Autismo: um estudo psicopedagógico. RJ: Wak, 2010.

RODRIGUES. J. M. C.; FERNANDES, W. L. V. (Org). Trabalhando as diferenças com os (des)iguais. JP: Ed Universitária, 2004.

ROSS, A. Aspectos psicológicos dos distúrbios de aprendizagem da leitura e da escrita. Mac. Graw Hill, 1997.

SANTOS, E. A. dos. Criança e adolescente sujeitos de Direito. Revista IBCT. Disponível em: http://revista.ibict.br/inclusao/index.php/inclusao/article/view/56/78. Acesso em: 9 jul. 2008.

SOARES, M. Linguagem e escola uma perspectiva social. SP: Ed. Ática, 2000.

SCHON. D. Educando o profissional reflexivo. Porto Alegre: ArtMed, 2002.

SCRIPTORI, C. C. Cidadania e escola: alguns pontos de reflexão sobre os caminhos de uma educação para a cidadania. In: ASSIS, M. C. de.; ASSIS, O. Y. Z. M. (Orgs). Educação e cidadania. XXII Encontro Nacional de Professores do PROEPRE. Campinas: FE, 2005.

VERONESE, J. R. P.; RODRIGUES, W. M. A figura da criança e do adolescente no contexto social: de vítimas a autores de ato infracional. Brasília: ABMP, 2001.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v21.n.esp2.2017.10372



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.