A psicopedagogia e suas estratégias facilitadoras no processo de aprendizagem

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v23i2.12654

Palavras-chave:

Psicopedagogia, Estratégias, Aprendizagem.

Resumo

A problemática básica que impulsionou este trabalho foi a de reafirmar que a Psicopedagogia contribui para a Educação ampliando as possibilidades de buscas e reflexões sobre o processo de aprendizagem. Analisar artigos de autores renomados como Grassi (2013), Bossa (2016) e Scoz (2013), afirmam que o trabalho do psicopedagogo institucional, favorece o professor ir ao encontro de condições de autoconhecimento, reconstruindo suas subjetividades, olhando para a sua história, sua existência e suas necessidades, sabendo mudar internamente para que se possam desencadear transformações satisfatórias na sua prática pedagógica. Assim, o presente artigo tem o objetivo de buscar uma melhor compreensão do processo de aprendizagem frente aos desafios a respeito dos distúrbios de aprendizagem e das possíveis estratégias a serem postas em prática. Utilizaram-se para a investigação diversos referenciais teóricos voltados para esclarecimentos sobre a importância do psicopedagogo, seu trabalho interventivo e preventivo e o seu papel junto ao ambiente escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anaisa Alves de Moura, Centro Universitário – Inta - UNINTA, Sobral – CE

Doutoranda em Educação – ULHT - Lisboa Portugal (2017). Mestre em Ciências da Educação – ULHT – Lisboa Portugal – Titulação reconhecida pela UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais - Brasil, Especialista em Gestão Escolar – Faculdades INTA – (2009), Especialista em Educação Especial UCAM (2014), Educação a Distância – UNOPAR (2015), Psicopedagogia Institucional, Clínica e Hospitalar – INTA – (2016) e graduada em Pedagogia – UVA (2006). Professora Pesquisadora pela CAPES desde 2013 e atualmente integra o grupo de pesquisas Narrativas autobibliográficas do CNPq.

Evaneide Dourado Martins, Centro Universitário – Inta - UNINTA, Sobral – CE

Especialista em Gestão, Coordenação, Planejamento e Avaliação Escolar, (2015), Especialista em Educação a Distância (2012) e Especialista em Docência do Ensino Superior (2019) pelo Instituto Superior de Teologia Aplicada-INTA. Atualmente é autora roteirista da Diretoria de Inovação Educacional do Centro Universitário – UNINTA. Atua como docente da UNIP no curso de Pedagogia.

Vithória Alves de Moura, Faculdade Luciano Feijão (FLF), Sobral-CE

Acadêmica do curso de Psicologia.

Adriana Pinto Martins, Centro Universitário – Inta - UNINTA, Sobral – CE

Mestranda em Gestão Pública e Saúde Coletiva. É especialista em Gestão Escolar pelo Instituto EDUCAR (2014). Pedagoga pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA (2003). Desenvolveu trabalhos como Supervisora Pedagógica pela Secretaria de Educação do município de Ipu/Ce (2009). Atuou como Tutora Educacional do PROGRAMA GESTÃO DA APRENDIZAGEM ESCOLAR - GESTAR II, em Ipu/Ce.  Atuou na área de Educação a Distância – EAD do UNINTA – Centro Universitário INTA. No período de 2016 a 2017. Atualmente está como Coordenadora da Comissão Própria de Avaliação- CPA- Centro Universitário Inta- UNINTA.

Referências

ANDRADE, M. S. Rumos e diretrizes dos cursos de Psicopedagogia: análise crítica do surgimento da Psicopedagogia na América Latina. Cadernos de Psicopedagogia, v.3, n.6, 70-71, jun. 2015.

BARBOSA, L. M. S. A Psicopedagogia no âmbito da instituição escolar. Curitiba: Expoente, 2016.

BOSSA, N. A. A Psicopedagogia no Brasil: contribuições a partir da prática. Porto Alegre: Artmed, 2016.

BOSSA, N. A.; OLIVEIRA, V. B. Avaliação psicopedagógica da criança de zero a seis anos. Vozes, 1994.

CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO. Resolução nº12, de 06 de out. 1983. Fixa condições de validade dos certificados de cursos de aperfeiçoamento e especialização de para o Magistério Superior, no sistema federal, 1983.

DROUET, R. C. R. Distúrbios de Aprendizagem. São Paulo. Ática, 2015.

FONTES, M. A. Psicopedagogia e sociedade: história, concepções e contribuições. São Paulo: Vetor, 2006.

GRASSI, T. M. Oficinas psicopedagógicas. Curitiba. Ibpex, 2013.

LIBÂNEO, J. C. Didática. São Paulo. Cortez, 2016.

SCOZ, B. Psicopedagogia e realidade escolar: o problema escolar e de aprendizagem. 2ª ed. Petrópolis. RJ. Vozes, 2013.

SOARES, D. C. Indicadores para uma construção psicopedagógica. Disponível em: http://www.psicopedagogia.com.br/artigos/artigo.asp?entrlD=243. Acesso: 16 ago. 2018.

VYGOTSKY, L.S. A formação social da mente. São Paulo. Martins Fontes. 2012.

Publicado

09/06/2019

Como Citar

MOURA, A. A. de; MARTINS, E. D.; MOURA, V. A. de; MARTINS, A. P. A psicopedagogia e suas estratégias facilitadoras no processo de aprendizagem. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 23, n. 2, p. 479–493, 2019. DOI: 10.22633/rpge.v23i2.12654. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/12654. Acesso em: 21 jun. 2021.

Edição

Seção

Dossiê Temático / Thematic dossier

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)