A psicopedagogia e suas estratégias facilitadoras no processo de aprendizagem

Anaisa Alves de Moura, Evaneide Dourado Martins, Vithória Alves de Moura, Adriana Pinto Martins

Resumo


A problemática básica que impulsionou este trabalho foi a de reafirmar que a Psicopedagogia contribui para a Educação ampliando as possibilidades de buscas e reflexões sobre o processo de aprendizagem. Analisar artigos de autores renomados como Grassi (2013), Bossa (2016) e Scoz (2013), afirmam que o trabalho do psicopedagogo institucional, favorece o professor ir ao encontro de condições de autoconhecimento, reconstruindo suas subjetividades, olhando para a sua história, sua existência e suas necessidades, sabendo mudar internamente para que se possam desencadear transformações satisfatórias na sua prática pedagógica. Assim, o presente artigo tem o objetivo de buscar uma melhor compreensão do processo de aprendizagem frente aos desafios a respeito dos distúrbios de aprendizagem e das possíveis estratégias a serem postas em prática. Utilizaram-se para a investigação diversos referenciais teóricos voltados para esclarecimentos sobre a importância do psicopedagogo, seu trabalho interventivo e preventivo e o seu papel junto ao ambiente escolar.

Palavras-chave


Psicopedagogia; Estratégias; Aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, M. S. Rumos e diretrizes dos cursos de Psicopedagogia: análise crítica do surgimento da Psicopedagogia na América Latina. Cadernos de Psicopedagogia, v.3, n.6, 70-71, jun. 2015.

BARBOSA, L. M. S. A Psicopedagogia no âmbito da instituição escolar. Curitiba: Expoente, 2016.

BOSSA, N. A. A Psicopedagogia no Brasil: contribuições a partir da prática. Porto Alegre: Artmed, 2016.

BOSSA, N. A.; OLIVEIRA, V. B. Avaliação psicopedagógica da criança de zero a seis anos. Vozes, 1994.

CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO. Resolução nº12, de 06 de out. 1983. Fixa condições de validade dos certificados de cursos de aperfeiçoamento e especialização de para o Magistério Superior, no sistema federal, 1983.

DROUET, R. C. R. Distúrbios de Aprendizagem. São Paulo. Ática, 2015.

FONTES, M. A. Psicopedagogia e sociedade: história, concepções e contribuições. São Paulo: Vetor, 2006.

GRASSI, T. M. Oficinas psicopedagógicas. Curitiba. Ibpex, 2013.

LIBÂNEO, J. C. Didática. São Paulo. Cortez, 2016.

SCOZ, B. Psicopedagogia e realidade escolar: o problema escolar e de aprendizagem. 2ª ed. Petrópolis. RJ. Vozes, 2013.

SOARES, D. C. Indicadores para uma construção psicopedagógica. Disponível em: http://www.psicopedagogia.com.br/artigos/artigo.asp?entrlD=243. Acesso: 16 ago. 2018.

VYGOTSKY, L.S. A formação social da mente. São Paulo. Martins Fontes. 2012.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v23i2.12654



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.