Vivências formativas mediadas pela modalidade educação a distância e suas implicações no trabalho universitário

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v16i2.12972

Palavras-chave:

Formação continuada, Educação a distância, Formação profissional

Resumo

A Secretaria de Educação a Distância da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) viabilizou dois cursos de capacitação profissional com suporte pedagógico e tecnológico através da modalidade Educação a Distância (Ead), com o intuito de qualificar o trabalho dos Técnicos Administrativos em Educação (TAE) que atuam nos espaços administrativos da Instituição. Dentro deste contexto, esta pesquisa de cunho qualitativo teve por objetivo entender como os TAE relacionam os cursos na modalidade EaD com a sua prática cotidiana. Os dados foram produzidos por meio de questionário e analisados pelo método do Discurso do Sujeito Coletivo; a partir das análises foi gerado o discurso “relação entre a formação vivenciada e as atividades laborais cotidianas”, que embasou algumas reflexões, demonstrando a contribuição desta formação desenvolvida a partir da estrutura em EaD da Universidade. A fala expressa pelo discurso denota vantagens atribuídas pelos sujeitos à formação por meio da EaD. Os resultados reforçam que esta modalidade, como estratégia, é eficaz no cumprimento do objetivo institucional de proporcionar formação qualificada ao corpo técnico, abrindo caminhos para impulsionar o desenvolvimento e aprimorar habilidades necessárias ao desempenho das atividades dos TAE. Além disso, a estratégia formativa fortalece a EaD no âmbito da FURG.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Martinez Duarte, Universidade Federal do Rio Grande (FURG), Rio Grande – RS

Administradora da Pró-Reitoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas. Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências.

Elaine Corrêa Pereira, Universidade Federal do Rio Grande (FURG), Rio Grande – RS

Professora do Instituto de Matemática, Estatística e Física. Doutorado em Engenharia de Produção (UFSC).

Leandro da Silva Saggiomo, Universidade Federal do Rio Grande (FURG), Rio Grande – RS

Administrador do Instituto de Matemática, Estatística e Física. Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências.

Referências

ALMEIDA, M. E. B. Currículo, avaliação e acompanhamento na educação a distância. In: MILL, D. R. S.; PIMENTEL, N. M. Educação a distância: desafios contemporâneos. São Carlos: EdUFSCar, 2013. p. 89-104.

APPUGLIESE, M. M. E. Capacitação dos Servidores visando eficácia dos Serviços Públicos: um Estudo de Caso do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo – Campus Cubatão (IFSP). 2010. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso em Negociação Coletiva a Distância) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010. Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/40407. Acesso em: 20 dez. 2016.

BARBOSA, E. S. A importância da qualificação, capacitação e aperfeiçoamento de funcionários nas instituições de ensino superior: o PCCTAE e a UNIFAP. São Paulo: P@rtes, 2010.

BELLONI, M. L. Educação a distância. São Paulo: Autores associados, 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Por uma política de valorização dos trabalhadores em educação: em cena, os funcionários de escola / Secretaria de Educação Básica. Brasília: MEC, SEB, 2004b.

CORTES, S. M. V. Técnicas de coleta e análise qualitativa dos dados. Cadernos de Sociologia, Porto Alegre, v. 9, p. 11-47, 1998.

DELFINO, N. et al. Educação a distância para otimização dos programas de capacitação: o caso dos servidores técnicos administrativos da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. In: COLÓQUIO INTERNACIONAL SOBRE GESTÃO UNIVERSITÁRIA NA AMÉRICA DO SUL, 6.; CONGRESSO INTERNACIONAL IGLU, 2., 2011, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis: UFSC, 2011. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/26021. Acesso em: 27 ago. 2017.

FURG. Conselhos superiores. Deliberação 056/2006. Dispõe sobre o Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento dos Integrantes do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação da FURG. 2006b. Disponível em: http://www.furg.br/. Acesso em: 23 jul. 2016.

HECKLER, V. Experimentação em ciências na EaD: indagação online com professores em AVA. Orientadora: Maria do Carmo Galiazzi. 2014. 242 f. Tese (Doutorado em Ciência: Química da Vida e Saúde) – Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande, 2014.

LEFÈVRE, F.; LEFÈVRE, A. M. C. O discurso do sujeito coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualitativa (Desdobramentos). Caxias do Sul: EdUCS, 2005.

LEFÈVRE, F.; LEFÈVRE, A. M. C. Pesquisa de representação social: um enfoque qualiquantitativo a metodologia do discurso do sujeito coletivo. Brasília: Liber Livro Editora, 2012. v. 20.

MACEDO, M. G. M. Educação profissional a distância: histórico, análise e tendências. Revista Brasileira da Educação Profissional Tecnológica - RBEPT, Natal, n. 6, v. 1. 2013. DOI: https://doi.org/10.15628/rbept.2013.3477

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas da pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 7. ed. 8. reimpr. São Paulo: Editora Atlas, 2015.

MINAYO, M. C. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec, 1998.

NOVELLO, T. P. LAURINO, D. P. Educação a distância: seus cenários e autores. Revista Ibero-Americana de Educação, n. 58, v. 4, 15 abr. 2012. DOI: https://doi.org/10.35362/rie5841419

PRETI, O. Educação a distância: uma prática educativa mediadora e mediatizada. In: Educação a Distância: inícios e indícios de um percurso. Cuiabá: NEAD/IE - UFMT, 1996.

RIBEIRO, L. O. M. Planejamento e gestão de um Centro de Educação a Distância (CEAD) voltado para educação profissional e tecnológica: um estudo de caso. Orientador: Milton Antonio Zaro. 2008. 316 f. Tese (Doutorado em Informática na Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

SAGGIOMO, L. S. Percepções, sentidos e sentimentos do professor tutor na formação continuada em educação a distância. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências) – Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande, 2016.

SALES, F.; SOUZA, F. C.; JOHN, V. M. O emprego da Abordagem DSC (Discurso do Sujeito Coletivo) na pesquisa em Educação. Revista Linhas, Florianópolis, v. 8, n. 1, p. 124-145, jan./ jun. 2007. Disponível em: http://www.periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/viewFile/1361/1167. Acesso em: 18 set. 2016.

SOUZA, C. H. M. Comunicação, educação e novas tecnologias. Campos dos Goytacazes, RJ: Editora FAFIC, 2003.

TASCA, J. E.; ENSSLIN, L.; ENSSLIN, S. R. Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação. Rio de Janeiro, v. 21, n. 79, p. 203-238, abr./jun. 2013.

Downloads

Publicado

01/02/2021

Como Citar

DUARTE, L. M.; PEREIRA, E. C.; SAGGIOMO, L. da S. Vivências formativas mediadas pela modalidade educação a distância e suas implicações no trabalho universitário. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. 2, p. 467–480, 2021. DOI: 10.21723/riaee.v16i2.12972. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/12972. Acesso em: 13 abr. 2021.