A importância do material didático no ensino a distância

Bianca Cristina Michel Rosalin, José Anderson Santos Cruz, Michelle Beatriz Godoy de Mattos

Resumo


Este artigo tem por objetivo discutir a importância do material didático para o desenvolvimento dos cursos EaD (Educação a Distância ou Ensino a Distância), no entanto, optamos aqui como Ensino à Distância. É inegável que a educação Superior no Brasil deu um enorme salto nos últimos anos. Parte desse crescimento se deve à oferta do ensino à distância que, diante da flexibilidade de horários e da autonomia do aluno, tem despertado interesse cada vez maior no público estudantil, espalhados por diferentes faixas etárias. Nessa perspectiva, discute-se um pouco sobre o material didático utilizado na educação à distância, diretamente ligado ao processo de ensino e aprendizagem do aluno. Nesse sentido, evidenciar, através do exame de bibliografias sobre o tema, o valor dos materiais didáticos para fomento do ensino e da aprendizagem EaD. Concebidos a partir da filosofia da instituição de ensino, funcionam como uma espécie de cartão de visitas da instituição. Necessitam, por isso mesmo, passar por constante processo de avaliação, revisão e atualização para garantir a qualidade na ação educativa. O material didático utilizado – impresso ou virtual- é essencial, uma vez que expõe a organização, o desenvolvimento e o dinamismo do processo de ensino e aprendizagem. Identificar e caracterizar as ferramentas de aprendizagem EaD, entre as diversas mídias disponíveis e os tipos de materiais didáticos pode ajudar a compreender o quanto são imprescindíveis na EaD.

Palavras-chave


Educação à distância. Material didático. Ensino e aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, L. Educação à distância: conceitos e história no Brasil e no mundo. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, São Paulo, v. 10, p. 83-92, 2011.

ARETIO, L. G. Educacion a distancia hoy. Madri: Universidad Nacional de Educacion a Distância (UNED), 1994.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (ABED). Censo EAD.BR: relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil. São Paulo: ABED/FGV online/UNINTER, 2013. Disponível em: http://www.abed.org.br/censoead2013/CENSO_EAD_2013_PORTUGUES.pdf. Acesso em: 01 fev. 2016.

AVERBUG, R. Material didático impresso para a educação à distância: tecendo um novo olhar. Colabor@ - Revista Digital da Comunidade Virtual de Aprendizagem Rede de Instituições Católicas de Ensino Superior, Santos, v. 2, n. 5, p. 16-31, 30 jan. 2015.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Trad. Maria Ermantina Galvão G. Pereira. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem. Trad. Michel Lahud. São Paulo: Hucitec, 2006.

BAUMAN, Z. Modernidade líquida. Trad. Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

Revista da FAEEBA. Educação e contemporaneidade, Salvador, v. 23, n. 42, p. 119-130, dez. 2014

BERNARDO, V. Educação a Distância: fundamentos e guia metodológico, São Paulo: UNIFESP Virtual. Disponível em: http://www.virtual.epm.br/material/tis/enf/apostila.htm. Acesso em: 18 fev. 2016.

BORGES, E. M.; JESUS, D. P.; FONSECA, O. F. Material didático em educação à distância: fragmentação da docência ou autoria. GUAL, Florianópolis, v. 5, n. 4, p. 141-152, 2012.

BOTTENTUIT JUNIOR, J. B.; COUTINHO, C. M. P. As ferramentas da Web 2.0 no apoio à tutoria na Formação em E-learning. In: Association francophone internationale de recherche scientifique en education, 2008, Lisboa. Tutoria e mediação em educação: Novos desafios à investigação educacional. Anais...Lisboa: Association Francophone Internationale de Recherche Scientifique em Education, 2008. Disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/7767/1/Afirse%25202008.pdf. Acesso em: 17 jan. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Referenciais de qualidade para educação superior à distância. Brasília, 2003. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/ReferenciaisdeEAD.pdf. Acesso em: 10 jan. 2016

CATAPAN, A. H. al. Uma metodologia para elaboração de material didático para EAD. Florianópolis, 2010. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2010/cd/252010230351.pdf. Acesso em: 20 fev. 2016.

CORRÊA, M. A. Os Materiais didáticos como recursos fundamentais de potencialização da qualidade do ensino e aprendizagem na EAD. E-Tech: Tecnologias para Competitividade Industrial, Florianópolis, v. 6, n. 1, p.125-140, 2013.

COSTA JUNIOR, I.; CAMPOS, F. Desafios da Educação a Distância: pressupostos para reflexão. In: Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância, 5, 2008, Porto Alegre. Anais...Porto Alegre: Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância, 2008. v. 1.

ECO, U. Lector in fabula. Trad. Attílio Cancian. São Paulo: Perspectiva, 1985.

FREITAS, K. S. Um panorama geral sobre a história do ensino à distância. Educação à distância no contexto brasileiro: algumas experiências da UFBA, v. 1, Salvador, p. 57-68, 2005. Disponível em: http://www.proged.ufba.br/ead/EAD%2057-68.pdf. Acesso em: 18 jan. 2016.

HATOUM, M. Por que traduzi Flaubert. 2012. Disponível em: http://www.miltonhatoum.com.br/do-autor/traducoes-do-autor/por-que-traduzi-flaubert. Acesso em: 30 jan. 2016.

KENSKI, V. M. Tecnologias e ensino presencial a distância. 7. ed. Campinas, SP: Papirus, 2009.

LARSEN, S. New technologies in education: social and psychological aspects. In: LOVIS, T.; TAGG, E. D. (eds.), Computers in education. Proceedings of the IFIP TC3. Amsterdam: Elsevier Science Publisher, 1988.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: ed. 34, 1999.

MARTINS, J. G.; OLIVEIRA, N. F. de. Material didático: desconstruindo o ontem para construir o hoje e o amanhã. [S.l: s.n.], 2008. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2008/tc/512200834611PM.pdf. Acesso em: 30 dez. 2015.

MATTAR, J. Tutoria e interação em educação a distância. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

MOORE, M. G.; KEARSLEY, G. Educação à distância: uma visão integrada – Edição especial ABED – Associação Brasileira de Educação a Distância. São Paulo: Thomson Learning, 2007. 139. E-Tech: Tecnologias para Competitividade Industrial, Florianópolis, v. 6, n. 1, p.125-140, 2013.

MORAN, J. M. Tablets para todos conseguirão mudar a escola? Disponível em: http://moran10.blogspot.com.br/search/label/novas%20tecnologias. Acesso em 25 jan. 2016.

NEVES, C. M. de C. Indicadores de qualidade para cursos à distância. Brasília, 2003. Disponível em: http://www.pr5.ufrj.br/curso_distancia/legislacao/ Indicadores_de_Qualidade_do_MEC.pdf. Acesso em: 27 dez. 2016.

OITICICA, H. Aspiro ao grande labirinto. Rio de Janeiro: Rocco, 1986.

POMMER, A.; SILVA, E. W. da et al. Educação superior na modalidade à distância: construindo novas relações professor-aluno. Série Textos Didáticos. Ijuí/RS: Editora Unijuí, 2006. Disponível em: http://www2.unijui.edu.br/~liaw/Autonomia%20 em%20EaD%20.pdf. Acesso em: 06 dez. 2016.

PORTO, Tânia Maria Esperon. As tecnologias de comunicação e informação na escola: relações possíveis...relações construídas. Rev. Bras. Edu [online], v. 11, n.31, p.43- 57, jan./abr. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782006000100005. Acesso em: 09 dez. 2015.

SALES, M. V. S. Uma reflexão sobre a produção do material didático. In: Congresso Internacional de Educação a Distância, 12, 2005, Florianópolis. Anais... São Paulo: Associação Brasileira de Educação a Distância, 2005. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2005/por/pdf/044tcf5.pdf. Acesso em: 18 jul. 2012.

SANCHO, J. M. Para uma tecnologia educacional. Porto Alegre: ArtMed,1998.

SARTORI, A. S.; ROESLER, J. Educação superior à distância: gestão da aprendizagem e da produção de materiais didáticos impressos e on-line. Tubarão: Unisul, 2005.

SCHEER, S. Multimeios em EaD. In: MARTINS, O. B. Educação a distância: um debate multidisciplinar. Curitiba: UFPR, 1999. p. 159 - 175.

SILVA, C. N. N.; CARNIELLI, B. L. Educação superior a distância no contexto da política de formação de professores. Revista da UFG, v. 7, n. 2, dez., 2005. Disponível em: http://www.proec.ufg.br/revista_ufg/45anos/I-EAD.html. Acesso em: 18 dez. 2015.

TEZZA, C. Material didático – um depoimento. Educar em Revista, Curitiba, n. 20, p. 35-42, 2002. Disponível em: http://www.cristovaotezza.com.br/textos/palestras/p_materialdidatico.htm. Acesso em: 10 dez. 2015.

TORRES, P. L.; FIALHO, F. A. P. Educação à distância: passado, presente e futuro. In: LITTO, F. M.; FORMIGA, M. M. M. (Orgs.). Educação a distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2009.

VELASQUEZ, F. da S. Materiais didáticos na educação a distância. Disponível em: http://www.seednet.mec.gov.br/artigos.php?codmateria=1502. Acesso em: 13 fev. 2016




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v21.n.esp1.out.2017.10453



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.